Promoções

Publicado em 28/05/2015 09:40:50 - Autor: Dibá
Entenda as diferenças entre o câmbio manual e o automático

Carros com câmbio automático cada vez ganham mais espaço no Brasil. De acordo com o engenheiro mecânico Ricardo Bock, do Centro Universitário da FEI, o crescimento do número de adeptos se dá basicamente pelo conforto. “O anda e para das grandes cidades do Brasil vinha já há algum tempo causando dores e outros variados tipos de desconforto que a troca de marchas automática conseguiu sanar”, diz.
Mas entre os motoristas de primeira viagem ainda há muitas dúvidas em relação ao câmbio automático. Veja, abaixo, cinco dicas sobre manutenção, condução e até de como rebocar o carro (caso precise).


Marchas certas

As nomenclaturas das marchas mudam. Em vez de 1ª a 5ª, como na maior parte dos automóveis, você verá D, P, N... Essas siglas podem mudar de modelo para modelo. Por isso, é imprescindível consultar o manual do proprietário. A forma de dirigir vai garantir maior vida útil aos componentes e mais segurança para você. Algumas regras básicas vão evitar danos. Por exemplo, jamais engatar “R” (ré) com o carro em movimento.


Esqueça o pé esquerdo

É fundamental esquecer o pé esquerdo na hora de dirigir. Como não tem embreagem, é fácil confundir e apertar o freio com o pé esquerdo. Isso é um erro. Pela prática em carros manuais, geralmente o motorista não tem a mesma sensibilidade nos dois pés. O direito é mais suave para aceleração e freio. Já o esquerdo é usado para pisar até o fundo. Resultado: se você usa o pé esquerdo no freio, a tendência é o carro parar de soco, o que aumenta o risco de acidentes.



Manutenção especial

Carros com câmbio automático têm uma manutenção diferente dos manuais. O principal cuidado é em relação à troca do óleo da caixa, que usa um lubrificante do tipo ATF. O motorista deve consultar o manual do proprietário e seguir rigorosamente os prazos de troca. Óleo velho ou abaixo do nível pode comprometer os discos de fricção internos e quando isso acontece é preciso substituí-los. Uma dica é sempre olhar o piso da garagem para verificar se não há manchas de óleo.

Combustível
Sim, carro com câmbio automático gasta mais combustível do que o mesmo modelo com câmbio manual. A estimativa é de 15% a mais. O gasto maior ocorre porque o câmbio automático executa as trocas de marcha em rotações mais altas do que o necessário no câmbio manual. No carro automático, o conversor de torque desperdiça a energia mecânica transferida pelo motor, ou seja, ele não usa toda a força obtida no motor. É o preço do conforto.

 

Fonte: Terra